Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2010

DE SÍTIO SANTA CRUZ A BELA CRUZ

Imagem
Conforme antiga tradição oral, em princípios do século XVIII, uma mulata chamada Genoveva passou a morar no local hoje ocupado pela cidade de Bela Cruz e mandou construir uma casinha sobre a colina, a noroeste da atual Igreja Matriz. A tradição diz ainda que Genoveva tinha uma profissão especial: sabia fazer benzeduras e rezava para diferentes mazelas – espinhela caída, quebranto nas crianças e reumatismo nos velhos; bem como adivinhar o futuro. Essa profissão constituía naquele tempo, uma eficiente fonte de renda, e Genoveva granjeou tanto prestígio, que o local ficou conhecido por Alto da Genoveva. Por essa época, como a localidade e adjacências já formassem um pequeno arraial deu-se início à construção de uma Capela, consagrada a Nossa Senhora da Conceição. A proximidade do Rio Acaraú e a fertilidade das terras da ribeira e da mata constituíam promessa de facilidade de sobrevivência e até de fartura. “O solo se prestava, convenientemente, como ainda se presta, ao cultivo do algodão…

BELA CRUZ - 53 ANOS

Imagem
Vicente Freitas, no Alto da Genoveva.
Imagem
2010 – 7 de fevereiro – Comemorado o centenário de nascimento da Ir. Maria Carmélia Nobre (Ir. Marta) filha da Caridade, da Companhia de São Vicente de Paulo. Nascida no Sítio Ouro, atual município de Pacoti, Ceará. Em 1939, ingressou no Dispensário Sagrado Coração de Jesus, em Fortaleza, onde realizou o Pré-Postulado. Após esse período seguiu para a Santa Casa de Misericórdia, no Rio de Janeiro. E daí para o Seminário, no Hospital Central do Exército, no Rio Grande do Sul. Ingressou no Instituto Imaculada Conceição de Bela Cruz, no dia 7 de dezembro de 1986. Lúcida, Ir. Marta continua trabalhando. Seu pensamento pessoal: “Sou a Costureira dos Pobres, os quais são os meus preferidos”.

IIC 50 ANOS

Imagem