Dom Manuel Edmilson da Cruz

Bispo Emérito de Limoeiro do Norte - CE, desde 04/08/1994. Nasceu aos 03 de outubro de 1924, em Aranaú, Distrito de Acaraú - CE. Filho de João Batista da Cruz e Luíza Ferreira da Cruz.

Foi batizado aos 02 de dezembro do mesmo ano, em Acaraú, pelo Revmo. Pe. Francisco Araken da Frota. Seus padrinhos foram: José Gonçalves Ferreira e Ana Sales Giffoni. A 30 de julho de 1925, Dom José Tupinambá da Frota o crismou. Neon Sales Lopes foi o padrinho. Desde muito pequeno queria ser padre, correspondendo à orientação e aspiração de sua genitora. Fez aos 07 anos a Primeira Comunhão. Matriculou-se em 1932 no 4° ano, pois seus pais costumavam dar a instrução primária no próprio lar. Por Intermédio do Pe. Sabino, entrou no Seminário São José de Sobral, 110 dia 04 de fevereiro de 1937, iniciando o Curso Ginasial, quando demonstrou aplicação e inteligência. Foi Prefeito do Seminário durante três anos. Em 1942 foi para o Seminário Maior de Fortaleza, onde cursou Filosofia e Teologia. Presidente do Centro de Improvisos São João Crisóstomo e do Círculo de Estudos Santo Tomás de Aquino. Também co-fundador e colaborador do jornalzinho "VIRTUS" do Seminário. Em 1945 recebeu a primeira tonsura; em 1946, as ordens menores. (ostiariato, leitorato, exorcistato e acolitato); 'm 1947, o subdiaconato; e em 1948, o diaconato.



Aos 05 de dezembro de 1948, foi ordenado Sacerdote por Dom José Tupinambá da Frota, Bispo de Sobral e, no dia, 08 do mesmo mês, celebra a Primeira Missa Solene em Acaraú. Após as férias, volta para o Seminário de Sobral, onde exerce as funções: Prefeito de disciplina, Professor, Vice-Reitor. De 1956 a 1960 foi Diretor Espiritual. Como professor lecionou: Latim, Inglês, Francês, Português, Física, Química, Ciências e História. Assumiu a Capelania da igreja do Coração de Jesus, da Cadeia Pública, das Irmãzinhas da I maculada, do Ginásio Santana, do Patronato Maria Imaculada, da Maternidade Manuel Marinho de Andrade. Foi Consultor diocesano, Coordenador da Catequese dos bairros do Sagrado Coração de Jesus e Expectativa, em Sobral, e encarregado do primeiro projeto de criação das paróquias de Cruz e Itarema. Confessor das Religiosas de mais de uma das casas da cidade. Diretor diocesano de Catequese e da Obra das Vocações Sacerdotais. Fundou e manteve o Boletim Catequético e Vocacional. Em Fortaleza, a partir de 1964, integrou a Equipe de Direção do Seminário Provincial. Foi Prefeito do Seminário, Professor de Lógica, Ascética e Mística, Catequese, Diretor Espiritual do Curso Clássico. Em agosto de 1966, o Papa Paulo II o elegeu Bispo Auxiliar de São Luís do Maranhão, recebendo a Ordenação Episcopal de Dom João José da Motta e Albuquerque em Sobral, aos 06 de novembro do corrente ano. Tomou posse como Bispo Auxiliar em 28 de dezembro de 1966. No ano seguinte, foi Vigário Episcopal em Brejo. Deu forte apoio às Comunidades Eclesiais de Base, fundou a Associação Brejena de Caridade. Tornou-se membro da Comissão Episcopal do Seminário NE I, ocupando-o até 1986. Em 1974 é nomeado Bispo Auxiliar de Fortaleza, tomando posse aos 07 de agosto de 1974. Era Arcebispo de Fortaleza Dom Aloísio Lorscheider. A partir de 1980, assume várias funções: membro da Comissão Episcopal Pastoral do Novo Regional NE I, c da comissão Regional da Seca; responsável pela Pastoral Urbana e pela Comunicação; Vice-presidente do Regional NE 1 (1980-1985). Fez a memória sobre Religiões não-cristãs no Regional NE 1 e N 4; responsável pelas Foranias da Serra, Sertão e Sul na Arquidiocese de Fortaleza. Promoveu grandes Encontros de Cantadores e Violeiros do Ceará, de 1976 a 1982. Em maio de 1992, foi nomeado pelo Papa João Paulo lI, Administrador Apostólico "Sede Plena" da Diocese de Limoeiro do Norte, sem deixar a função de Bispo Auxiliar de Fortaleza. Trabalhou nas duas dioceses, de 1992 a 1994, quando foi eleito Bispo diocesano de Limoeiro do Norte-CE. Em Fortaleza, manteve vários programas de evangelização, de Rádio e Televisão.

Nomeado Bispo Diocesano de Limoeiro do Norte em maio de 1994, tomou posse no dia 04 de agosto, do mesmo ano. Assumiu o governo da Diocese de Limoeiro do Norte até o dia 06 de maio de 1998, dia em que foi publicada pelo Vaticano a sua renúncia por motivo de saúde. Foi o quarto Bispo diocesano, em Limoeiro do Norte, sempre zeloso e incansável, como Pastor. Sempre humilde e paciente. Obediente e compreensivo. Fez Curso de Psicologia e Personalidade, St. Jerôme, Québec / Canadá. Cursos de CADES (Inglês) em Fortaleza. Deixou alguns trabalhos publicados, outros inéditos. Seu lema: "Verbum caro factum" (Palavra feita de carne).

Deu-nos um pensamento de ouro: "Se eu nascesse cinquenta mil vezes, eu queria ser padre cinquenta mil vezes". 
Fonte: Ungidos do Senhor na Evangelização do Ceará, Pe. Aureliano Diamantino Silveira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Minha Personalidade INFP

Literatura e Escritores Cearenses