Um poeta diante da sua musa

Il Yous Aime, c'Est un SecretArt, 
de David Graux

Alma cheia de sonhos,
Supostos mistérios,
Flash de sombras; luz?
Sinto, no teu olhar aquém do meu,
Mil e uma divagações possíveis.

A lua, no céu de bronze,
A lua é ruiva, em teu cabelo,
Não, simplesmente, satélite.

E eu aqui, um poeta diante da sua musa,
Consigo, em silêncio,
Viver e jurar amor,
Mesmo que, de repente, um cataclismo
Balance o meu coração…

E, num retrospecto anunciado,
Que venha a aurora…
– Amanhecer; amanheceu.

Vicente Freitas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Minha Personalidade INFP

Literatura e Escritores Cearenses