Também já fui o primeiro ¹

Eu também já fui o primeiro gozado como vocês. Ponteei o couro, guiei fusca e aprendi no pé do balcão que o alcoolismo não é uma virtude. E há uma hora em que os bares se fecham e todos te negam uma dose. Eu também já fui o primeiro. Bastava olhar pras ninfetas pensava logo naquilo e noutros substantivos terrestres. Mas eram tantas, do meu tamanho, minha poesia perturbou-se. Eu também já tive meus vícios. Fumava isto, cheirava aquilo. E meus amigos me queriam; porém, os inimigos caluniavam. Eu irônico deslizava a mão insatisfeito de ter meus vícios. Mas acabei entendendo tudo. Hoje não deslizo mais não, sou bem irônico, ou não? – Hoje tenho meu ritmo. ________________________ 1. Poema da série “Brincando com Drummond”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Minha Personalidade INFP

Literatura e Escritores Cearenses